Tipos de perda auditiva e possíveis tratamentos

 perda-auditivaA perda auditiva em adultos é um dos problemas crónicos mais comuns e, infelizmente, a incidência aumenta com a idade. Ela afeta todos os segmentos da população e em todos os níveis socioeconómicos.

Cerca de mais de 30% das pessoas acima de 65 anos têm algum grau de perda auditiva, e estima-se que entre 40% e 66%  das pessoas com 75 anos ou mais têm perda auditiva. Isto pode ser hereditário, pode ser resultado de trauma, ou exposição a ruído a longo prazo, ou uso de medicamentos.

Felizmente, existe uma tecnologia inteligente que pode ajudar os adultos que sofrem de perda auditiva a redescobrir a alegria do som.

Os testes auditivos medem a quantidade de som que você pode ou não pode ouvir. Há muitos tipos diferentes de testes e o seu especialista deve fazer os melhores testes para avaliar sua audição. Os resultados dos testes de audição podem ser exibidos num gráfico chamado de audiograma.

O teste de audição ajuda-o a encontrar o tipo de problema auditivo, a possível causa da perda auditiva e também ajuda o seu médico para sugerir as melhores opções de tratamento.

A audiometria avalia a condução por via “aérea” e “condução óssea”.

  • Via aérea: avalia a capacidade de detetar sons transmitidos pelo ar através de fones.
  • Via óssea: avalia a capacidade de detectar sons transmitidos através dos ossos da cabeça. Neste caso, usam um vibrador que se encaixa atrás da orelha.

O teste de audição mede o nível de perda auditiva em decibéis. Este número indica o quão forte deve ser o som que pode ouvir em comparação com pessoas com audição normal.

O grau da deficiência auditiva é classificado como leve, moderada, severa ou profunda.

  • A audição normal: Quando a via aérea e a via óssea estão abaixo dos 20 decibéis.
  • Deficiência auditiva leve: Entre 25 e 39 dB.  Estas pessoas têm certa dificuldade para escutar à distância ou em ambientes ruidosos.
  • Deficiência auditiva moderada: Limiar auditivo entre 40 e 69 dB. Incapacidade de acompanhar uma conversa normal, se há ruído de fundo. Podem ter algum grau de isolamento.
  • Deficiência auditiva severa: Limiar entre 70 e 89 dB. Dificuldade em ouvir o que está sendo dito em quase todas as situações. Eles precisam de uma prótese auditiva potente ou implante.
  • Perda auditiva profunda: Limiar de 90 dB ou acima. Eles não percebem nenhum som. Necessidade de leitura labial e / ou linguagem gestual, ou um implante.

O tipo e o grau da perda auditiva dependem da parte do ouvido que não está funcionando e o grau que dos danos.

É importante lembrar que na maioria dos casos a perda auditiva se agrava ao longo do tempo. Quanto mais cedo um problema for detetado e tratado melhores serão suas chances de prevenir a progressão da perda auditiva e obter os melhores resultados possíveis no tratamento da audição.

Responda às seguintes perguntas:

  • Tem dificuldade em ouvir conversas, especialmente em ambientes ruidosos?
  • Solicita com frequência para que as pessoas repitam o que disseram?
  • Entende diferente do que as pessoas dizem?
  • Tem dificuldade em ouvir ao telefone?
  • Precisa aumentar o volume da televisão ou do rádio, mais do que as outras pessoas na sala?
  • Sente que as pessoas estão murmurando quando falam?
  • Tem dificuldade em ouvir sons da natureza, como o canto dos pássaros ou a chuva que cai?
  • Deixar de participar nas conversas, porque é muito difícil ouvir?
  • Precisa ler os lábios para entender o que as pessoas estão dizendo?
  • Tem zumbido (persistente)?

Se sua resposta foi “sim” para algumas dessas perguntas, você deve conversar com um especialista em audição. 

Aparelhos auditivos (AASI – aparelho de amplificação sonora individual)

O que é um AASI?

AASI são dispositivos que captam, amplificam e enviam o som pelo canal auditivo, atravessando o ouvido médio até chegar ao ouvido interno.

  1. O som é recebido pelo microfone e amplificado pelo aparelho.
  2. Essas ondas sonoras fazem o tímpano vibrar, colocando em movimento os ossos do ouvido médio.
  3. Este movimento é convertido em impulsos elétricos pelas células ciliadas dentro da orelha interna (cóclea).
  4. Esses impulsos são enviados para o cérebro onde eles são percebidos pelo ouvinte como som.

Quem se Beneficiará com um aparelho auditivo?

Pessoas com perda auditiva leve a moderada que tenham sido causadas por:

  • Danos ao ouvido interno.
  • Exposição a ruídos intensos.
  • Reações a medicamentos.
  • Ferimentos na cabeça.
  • Fatores genéticos (herdados de um membro da família).

aparelho auditivo gratisAs vantagens do uso de aparelho auditivo:

Os utilizadores de aparelho auditivo afirmam que esse instrumento exerce uma influência significante e positiva na sua vida, segundo uma pesquisa feita em França, Alemanha e Reino Unido. Isso porque os aparelhos auditivos melhoram a qualidade de vida nas relações familiares, sociais e em atividades em grupo. Esse instrumento auxilia também promovendo uma comunicação mais efetiva em várias situações. (Se está interessado/a num aparelho auditivo grátis, clique nesta imagem).

Benefícios para todos

Os aparelhos auditivos são úteis especialmente numa conversa individual, em pequenos grupos e ao assistir televisão, e segundo os utilizadores de aparelho auditivo as ocasiões mais desafiadoras para eles são aquelas em que há muito ruído, conversas em grande grupos e conversas ao telefone.

Os estudos mostram que o uso de aparelho auditivo melhora a qualidade de vida social de pessoas com deficiência auditiva, mesmo que seja difícil admitir essa deficiência. Porém todas as experiências comprovam que o uso desse instrumento pode melhorar consideravelmente a vida deles, palavras do secretário geral da EHIMA, The European Hearing Instrument Manufacturers Association, Søren Hougaard.

aparelho auditivo gratisClique Aqui para receber um aparelho auditivo grátis.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *